• Superior Secundário MEG

FOTOS
VÍDEOS
EDITORIAS / Geral

Centenas de casas seguem sem energia em Lorena

28/12/2021

Lorena e Guará foram as cidades mais afetadas pelo temporal desta segunda-feira, segundo a EDP, empresa responsável pelo fornecimento de energia elétrica nas cidades do Vale Histórico. Mais de 24 horas após o ocorrido, centenas de casas e empresas de Lorena seguem sem energia. Na Vila Nunes, após se certificarem que a rede elétrica estava desligada, os próprios moradores se mobilizaram para remover parte de uma árvore que caiu ontem sobre a fiação porque, até agora, nenhum responsável compareceu para remoção.

Sobre a situação, a EDP informou que houve aumento significativo no volume de ocorrências relacionadas ao sistema elétrico do Vale do Paraíba, principalmente no Vale Histórico, em Guaratinguetá e em Lorena.

As ocorrências, em sua maioria, estão relacionadas a objetos arremessados pelos ventos e queda de galhos e árvores inteiras sobre as redes de distribuição. Em Lorena, os bairros mais afetados são Vila Nunes, Centro, Vila Brito, Parque das Rodovias e Cecap, afirma a EDP.

Consta da nota oficial da distribuidora de energia: “A Companhia ressalta que não está medindo esforços para realizar o atendimento com menor tempo possível, garantindo a segurança da população e seus colaboradores. As equipes técnicas estão reforçadas e trabalham continuamente desde o início do primeiro temporal. Até o momento, já foram atendidas cerca de 900 ocorrências na região, sendo que 70% dos atendimentos foram finalizados ainda ontem. Vale destacar que, devido à nova chuva com ventos hoje à tarde, foi registrado novo aumento de ocorrências na região.

Mais de 300 colaboradores atuam em campo focados na normalização do serviço, que continua, principalmente, em ocorrências de maior complexidade.

Vale ressaltar que parte do trabalho em campo é realizado em conjunto com o Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e demais órgãos municipais.

O tempo para normalização das operações varia de acordo com a extensão dos danos causados ao sistema elétrico.

A EDP informa ainda que segue um procedimento de priorização no atendimento em caso de grande volume de ocorrências como este, primeiramente na solução de casos que envolvam hospitais, clientes com uso de equipamento essencial à vida e unidades de serviço essencial”.

 

MAIS LIDAS