• Superior Secundário MEG

FOTOS
VÍDEOS

Tiroteio, correria e morte em plena luz do dia, no Centro da cidade

26/11/2021

Uma desavença anterior teria sido a razão para o assassinato ocorrido nesta quinta-feira, 25 de novembro, por volta das 13h, em plena luz do dia, na linha férrea que corta a avenida Coronel José Vicente, no Centro de Lorena. Segundo consta, a vítima do homicídio, Leonardo (25 anos, morador do bairro Olaria), acabara de deixar sua filha na escola, praticamente ao lado da linha de trem.

Era horário de entrada e saída de alunos, o movimento era grande e Leonardo estava acompanhado da esposa. Ele retornava para seu carro (uma Saveiro), quando foi surpreendido por dois homens armados, em uma moto. Leonardo ainda tentou fugir pela linha férrea, mas foi atingido mortalmente, com tiros nas costas, braço e cabeça.

Após o assassinato, os criminosos ainda atiraram no veículo que estava atrás do carro de Leonardo. O tiro acertou o parabrisas e saiu pelo vidro traseiro. Pela localização do disparo (na altura da cabeça do motorista), a provável hipótese é que a intenção era matar também o motorista desse carro (um empresário de 45 anos), por ser testemunha do crime. Por sorte, o homem não foi atingido, mas teve ferimentos na perna em razão dos estilhaços.

Devido ao horário e local movimentados, foram momentos de horror e desespero para crianças e adultos que estavam nas proximidades. O que os criminosos não contavam é que policiais militares realizavam patrulhamento pelo Centro da cidade e, quando trafegavam pela rua das Palmeiras, em frente ao Supermercado Nagumo, escutaram os tiros e foram imediatamente verificar o que estava acontecendo.

Quando chegaram, perceberam os dois homens em uma moto, tentando fugir pela linha férrea. O criminoso que estava na garupa apontou uma pistola para os policiais. Um dos policiais atirou, em legítima defesa e na tentativa de preservar as cerca de 30 pessoas que estavam nas proximidades. Y.F.S.M.S. (25 anos, morador de Taubaté) foi atingido nas pernas, mas ainda assim, tentou continuar fugindo.

Os dois criminosos abandonaram a moto e começaram a correr. Somente Y.F.S.M.S. foi capturado pelos policiais. Seu comparsa fugiu sem ser identificado, por estar de capacete.

Assim que foi capturado, Y.F.S.M.S. confirmou ter matado Leonardo na linha férrea, efetuando diversos disparos contra ele, alegando que o delito foi cometido em razão de desavença anterior com a vítima.

Diante dos fatos, o criminoso foi preso, após atendimento e liberação hospitalar. Y.F.S.M.S. (que já é conhecido nos meios policiais) deve responder na Justiça por homicídio, tentativa de homicídio e adulteração de veículo automotor.

Segundo a Polícia, a moto usada estava coberta com plástico preto, para ocultar sua cor original. A placa também estava adulterada. A Polícia Civil e a Perícia compareceram ao local logo após o crime, para as devidas providências. Somente da pistola 9mm do criminoso, foram localizadas 14 cápsulas deflagradas. Um dos tiros acertou a porta de uma casa.

A Polícia prossegue no trabalho de investigação do crime, incluindo a identificação e localização do segundo criminoso.

 

MAIS LIDAS