• Superior Secundário MEG

FOTOS
VÍDEOS
EDITORIAS / Esporte Gente

Luizinho conquista o Brasil e sonha com Olimpíadas: “Mostrei que tenho condições e vou correr atrás”, afirma

30/01/2018

Foto: Art Vídeo Photo

Foi logo em sua estreia como skatista profissional que o lorenense Luiz Francisco Nunes ganhou o Brasil! Neste final de semana, Luizinho conquistou o vice-campeonato do Oi Park Jam 2018, competição internacional que reuniu 34 skatistas convidados de diversos países, numa das melhores pistas da modalidade Park do País, na Praia Brava, em Itajaí – Santa Catarina. Luizinho ficou atrás apenas do hexacampeão mundial Pedro Barros; e mesmo assim, por uma diferença muito pequena de pontos: 83 a 81. As disputas foram transmitidas ao vivo pelo canal fechado SporTV (sábado – 27/1) e no programa Esporte Espetacular, da TV Globo (domingo – 28/1).

Mais que o título de vice-campeão mundial, o final de semana ficou marcado mesmo foi pelo momento em que o talentoso lorenense ganhou o coração dos brasileiros. Em matéria no site G1, do Globo Esporte, a afirmação: “Competindo em casa, Pedro Barros confirmou o favoritismo e levou o título do Skate Park Internacional. O campeão, no entanto, dividiu os holofotes com Luiz Francisco, o Luizinho, destaque da nova geração e já xodó dos torcedores brasileiros. A jovem promessa de 17 anos fez bonito, acertou manobras difíceis e terminou em segundo lugar”.

A timidez e a humildade características de Luizinho não foram problemas para que ele se sentisse pressionado em sua primeira competição profissional (até dezembro de 2017, ele ainda era amador). Muito pelo contrário; lhe conferiram serenidade. O lorenense competiu com feras consagradas do skate e fez ótimas voltas, acertou todas as manobras, arrancou palmas efusivas da plateia e encantou telespectadores por todo o Brasil. “É claro que deu uma ansiedade maior, por ser a primeira vez como profissional, mas nada de muito diferente. Encarei o desafio como uma competição normal”, contou Luizinho, com exclusividade, ao Portal O Lorenense.

Para completar o fim de semana de glória, o momento mais emocionante da competição foi protagonizado por Luizinho e seu irmão, o também skatista André “Minhoca”. Logo após a última apresentação de Luizinho, em rede nacional, ele ganhou um abraço emocionado do irmão; juntos, eles choraram abraçados. Uma imagem vale mais que mil palavras; e esta foi a mais marcante de toda a minha vida neste mundo do skateboard”, conta a mãe orgulhosa, Bidú Nunes.

Uma história que se iniciou na infância

Foto: Tarcísio Andrade

Tudo começou aos 5 anos de idade, com apoio irrestrito da família. Foi assim que teve início a trajetória do lorenense Luiz Francisco Canettieri Nunes Mariano, nascido em 24 de julho de 2000, hoje com 17 anos. É filho da Bidú Nunes e do Wanslei Magno Mariano, irmão do André Minhoca (14 anos), tão talentoso e apaixonado pelo skate quanto Luizinho.

1º campeonato disputado: Circuito Sebastianense – Foto: Arquivo pessoal

Família batalhadora. Durante toda a infância e adolescência, os pais sempre se desdobraram para tornar possível o sonho dos filhos. “Sem dúvida que a questão financeira sempre foi a nossa maior dificuldade nessa caminhada”, conta a mãe dos meninos. “Viagens, inscrições, tudo isso custa caro”. Sabe o que ela fazia? Arregaçava as mangas e corria atrás… Organizava rifas, bingos, vendia pães, doces, enfim… tudo pra que os filhos pudessem ter as oportunidades de vencer os próprios limites. Aliás, histórias não apenas do passado. Até hoje, a Bidú ainda faz tudo isso. Precisou, ela tá na batalha pela estrutura.

Amor de família e apoio aos sonhos: a base de tudo

Sem dúvida que neste final de semana, o abraço entre irmãos após a prova, em Itajaí, foi um dos momentos mais emocionantes. Mas esse amor entre Luizinho e André vem desde a infância. Os irmãos são muito unidos e um sempre se preocupou e cuidou bastante do outro. Ainda mais porque os pais não conseguem acompanhá-los em todas as competições. “Nós somos muito amigos. Saímos juntos, andamos de skate juntos. Contar com o meu irmão na minha vida é uma motivação muito grande para seguir em frente”, considera Luiz Francisco. Um amor lindo de presenciar!

Na foto abaixo, a recordação de um momento lindo: em 2011, Luizinho orientando o irmão antes de uma prova em São Paulo, gesto que sempre foi comum entre eles.

Foto: Arquivo pessoal

 

O resultado de tanto esforço e dedicação de toda a família está sendo conhecido agora pelo Brasil. 2017 foi um ano decisivo para a profissionalização, quando Luizinho conquistou diversas disputas e colocações regionais, estaduais, nacionais e internacionais. Fechou o ano como campeão brasileiro nos estilos Bowl e Park, consolidando-se como uma das grandes promessas do skate brasileiro e mundial. Já o irmão, André Minhoca, estreante na categoria Iniciante, fechou 2017 em 3º lugar no ranking brasileiro Bowl, 2º lugar na modalidade Park e em 3º na modalidade Pool. Ainda em 2017, representando Lorena, os irmãos trouxeram para casa a primeira medalha de Ouro da história do skate nos Jogos Abertos do Interior.

Luizinho e André com os pais Bidú e Wanslei – Foto: Arquivo pessoal

“Nós lutamos muito… Enfrentamos preconceitos e a dúvida de alguns empresários locais, com os quais buscamos apoio. No entanto, também tivemos pessoas maravilhosas em nossas vidas. Fomos acolhidos desde sempre pelo Bruno Mello, da Locked Street, que foi a base inicial de toda essa história. Somos muito gratos ao Di, da Kauai, que de forma simples e discreta, sempre caminhou ao nosso lado; ao meu amigo Fábio Matos, hoje vereador, que é como um filho pra mim e sempre fazendo todo o possível para nos apoiar; ao Renato Marton, da Protemed, que nos deu uma força enorme pra primeira viagem internacional dos meninos… Também buscando sempre apoio público, porque não tínhamos dinheiro pra custear tudo. E devagarinho, aqui e ali, nós movemos a nossa cidade e ela correspondeu… Resumo da ópera: pra ser um atleta de alto rendimento, a batalha começa muito cedo. E sem dedicação do atleta e da família, não há possibilidade”, relembra a mãe dos meninos.

“No passado, contamos com apoio de antigas gestões municipais e vereadores da cidade. Hoje, também contamos com o suporte que a atual gestão vem nos dando. A secretária de Esportes, Vera Silva, tem um carinho com meus filhos e com os atletas de tantas modalidades… Essa é a diferença de ter alguém experiente à frente de uma Secretaria, que realmente conhece a área e as necessidades do que está administrando. Somos imensamente gratos por isso”, completa Bidú. “E a gente vê que tudo valeu e vale a pena quando vemos nossos filhos sendo recebidos com todo esse carinho por onde passam. Importante essa trajetória principalmente na questão da formação do caráter. A vivência de campeonatos, fazer com que eles tenham regras a seguir, responsabilidades pra cumprir, contribuem muito pra educação de uma criança. Queria que todas as mães enxergassem dessa forma”.

O recado de Luizinho

Conversando sobre esse momento que vive hoje, Luizinho afirmou ao Portal O Lorenense: “Só tenho a agradecer aos meus pais, que sempre me apoiaram. Isso foi essencial pra que eu não desistisse do meu sonho. Nem tenho o que falar; não dá pra explicar o que isso significa”.

Ele também deixou um recado para os lorenenses: “Não desistam do que vocês querem! Mesmo em cidade pequena, que não tenha toda a estrutura que você precisa… a força de vontade tem que ser maior do que tudo. Eu estou realizando agora um dos meus maiores sonhos, que é ser atleta profissional. Qualquer um pode realizar o seu”.

Olimpíadas 2020

O skate vai estrear nas Olimpíadas de Tóquio em 2020. Será a primeira vez que a modalidade vai fazer parte de um evento grandioso como este, o mais importante no cenário esportivo mundial, e Luizinho já avisou: “Mostrei que tenho condições e vou correr atrás”.

Lorena acredita e torce por isso!

MAIS LIDAS