• Superior Secundário MEG

FOTOS
VÍDEOS
COLUNISTAS / Amor que cura

As Constelações Familiares

25/05/2017

Bert Helllinger é um ex-padre católico, alemão, psicanalista, filósofo, entre outras formações, criador das Constelações Familiares, que vêm se difundindo pelo mundo nos últimos anos. Trata-se de uma ferramenta sistêmica, uma forma de terapia que nos auxilia nas soluções profundas a problemas recorrentes que se apresentam em nossas vidas. De acordo com Hellinger, tudo tem início na família.

No centro desta abordagem está a descoberta de três leis básicas e naturais, descobertas por Hellinger ao longo de todos os anos de observação e experiência, o que ele denomina de “Ordens do Amor”. As três leis são:

* Lei do Pertencimento – todos os membros da família fazem parte, independente de quem sejam ou foram, se estão vivos ou mortos, ou do que tenham feito. Todos possuem o igual direito de pertencer.

* Lei da Hierarquia (ordem) – em uma família, a ordem é estabelecida de acordo com a data de nascimento de cada um.

* Lei do Equilíbrio (dar e receber) – em nossos relacionamentos, de maneira geral, deve haver um equilíbrio entre o dar e o receber nas trocas, tanto naquilo que soma nesta relação quanto naquilo que a fere; a isso damos o nome de compensação. Entre um casal, é fundamental que o relacionamento vivencie o equilíbrio.

Quando uma ou mais destas leis são infringidas, existem consequências em nossas vidas e na daqueles que estão ao nosso redor, mesmo que os membros não estejam cientes do que está provocando os desequilíbrios. Sendo assim, quando não se consegue prosperar na vida, apesar dos esforços, quando há conflitos constantes entre famílias, casais, pais e filhos, dificuldades das crianças na aprendizagem, doenças, fracassos, drogas de maneira geral, dificuldades no trabalho… Pergunte-se: onde é que o amor ficou preso e não consegue fluir mais? Sim, amor! É por amor que agimos assim! Quando estas leis são infringidas, todo o sistema atua, e atua por amor e de forma inconsciente, para que estas leis sejam restabelecidas. Quando detectamos e concordamos onde está a interrupção do fluxo da vida, o fluxo do amor, as coisas começam a caminhar.

É necessário conhecer, concordar, respeitar e atuar segundo essas leis para que possamos nos movimentar em direção à saúde, à vida, ao MAIS. Ao fecharmos os olhos para isso, o fluxo evolutivo pode se interromper, conduzindo ao sofrimento repetitivo, doenças e até à morte.

As Constelações Familiares auxiliam o cliente a enxergar onde existe uma violação de uma ou mais destas leis naturais. É uma oportunidade de identificarmos de forma consciente o que está acontecendo com o inconsciente familiar, podendo assim resolver os conflitos a partir da escolha interna de cada um.

As Constelações Familiares podem ser realizadas em grupos ou individualmente, pelo terapeuta, no consultório. Este método aponta rápida e profundamente como se produzem as dinâmicas, ou seja, os problemas no sistema familiar. Ao olharmos pra isso, identificamos os padrões de conduta repetitivos em nossas famílias que vêm atravessando gerações inconscientemente, permitindo que uma força maior nos conduza em direção a soluções possíveis, capazes de curar as feridas da alma familiar.

Atualmente, esta ferramenta tem sido difundida em todo o mundo em vários setores, como na justiça, nas escolas (através da pedagogia sistêmica), na área de saúde e nas empresas, auxiliando na solução de conflitos de maneira profunda e eficaz, reconectando o fluxo evolutivo, o fluxo do amor.

COLUNISTAS / Christiane Fonseca

Christiane Reis Rodrigues Fonseca é psicóloga há mais de 20 anos, estudiosa do desenvolvimento humano e seus relacionamentos, mediação de conflitos e controle emocional. Apaixonada pela filosofia sistêmica nos moldes de seu criador, Bert Hellinger. Facilitadora das Constelações Familiares e Organizacionais. Educação Sistêmica. Terapeuta Sistêmica em Florais de Bach. Especialista em Atendimento Terapêutico individual, casal e familiar no modo online.
Instagram: @christianefonseca.constelar


christianefonseca17@gmail.com

MAIS LIDAS